Psicóloga utiliza redes sociais para dar dicas de cuidados com saúde mental em RO

263ac666-5c0a-4860-abf5-5d773a02ca04

Dar atenção para a saúde física é natural e comum na nossa cultura. 

Psicóloga utiliza redes sociais para dar dicas de cuidados com saúde mental em RO (Foto: Divulgação)

Dar atenção para a saúde física é natural e comum na nossa cultura. Muitas pessoas vão com frequência ao dentista ou clínico geral, mas deixam em segundo plano a atenção aos problemas psicológicos que atingem a qualidade de vida. Mas cuidar da saúde mental e tão importante quanto cuidar da saúde física é o que afirma a psicóloga vilhenense, Diene Nepomuceno que utiliza as suas redes sociais para dar dicas de cuidados com saúde mental.

Transtornos de ansiedade e depressão estão cada vez mais comuns devido à correria da vida moderna. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os transtornos mentais atingem cerca de 700 milhões de pessoas por todo o mundo. Os sintomas muitas vezes paralisam as pessoas que sofrem com esses transtornos e poucos compreendem esse momento. Por isso é tão importante se informar e sempre acolher àqueles que sofrem com sua saúde mental.

Segundo Diene Nepomuceno, cuidar da saúde mental ainda é um assunto pouco discutido e cercado de muitos tabus e preconceito. Para muitos, ir ao psicólogo ou ao terapeuta ainda é considerado "coisa de doido". Entretanto, a ela ressalta que entender e debater sobre sentimentos e angústias é importante para evitar o adoecimento emocional da população que muitas vezes sofrem em silêncio.

"Existe um estigma muito grande que vem sendo combatido, mas que ainda é realidade, inclusive o preconceito atrapalha as pessoas de buscarem tratamento para os problemas de saúde que as afligem. Isso vem sendo combatido através de campanhas como Janeiro Branco, Setembro Amarelo, mas ainda há um caminho grande a prosseguir",  

diz a psicóloga.

Diene Nepomuceno ressalta que a busca por um padrão de "sucesso" e "felicidade" tem provocado muito sofrimento na população.

"Hoje em dia com todas as demandas que a sociedade tem criado para alcançar o que consideram ideal de "felicidade", falar em saúde mental é essencial, tendo em vista que sem ela não conseguimos estar bem em nenhuma outra área da nossa vida. Se não estivermos bem emocionalmente, também não vamos conseguiremos lidar assertivamente com os problemas do dia a dia, com filhos, trabalho, casamento, entre outros. Cuidar da saúde mental e essencial, sem ela não conseguimos fazer nada",

ressalta Diene Nepomuceno.

A psicóloga salienta que embora muitas pessoas não pensem, ou até mesmo não acreditem, as vidas humanas são estruturada em torno de questões mentais, por isso a importância de promover e trabalhar a qualidade de nossa saúde emocional.

"Um dos primeiros passos para cuidar da saúde mental é ter consciência de nós mesmos e começar a refletir como anda a nossa saúde mental, avaliar os relacionamentos e fazer uma reflexão do que está errado e o que podemos mudar para melhora a nossa saúde mental. Refletir a qualidade das relações, a capacidade de enfrentar as dificuldades, a capacidade de lidar com stress e se recuperar de uma adversidade, o amor pela vida, a esperança e principalmente manter um equilíbrio entre as responsabilidades diárias e as atividades prazerosas. Conhecer a si mesmo, suas emoções, pensamentos e comportamentos é fundamental para ter uma saúde mental de qualidade", 

pontua a profissional.

Em sua conta no Facebook, Diene Nepomuceno da dicas com mensagens positivas e de forma leve de como as pessoas podem cuidar da saúde mental com atitudes diárias, como passar tempo de qualidade com as pessoas que amam e ter esperança no futuro, amor a vida. As postagens dela conquistam muitas curtidas e comentários positivos e pessoas de todo o Estado de Rondônia.

"A ideia das postagens no Facebook é sempre dar uns toques e chamar a pessoa a refletir sobre a importância de se cuidar da saúde mental com coisas tão simples podemos fazer muito por nós mesmo", 

explica Diene Nepomuceno.

A psicóloga ressalta que é importante que quando a pessoa percebe que não está bem procurar ajuda profissional. Ela ressalta que a família e os amigos tem um papel fundamental neste cuidado com as pessoas que estão sofrendo com problemas na saúde mental.

"A família, os amigos e as pessoas que estão próximas a pessoa que não está bem pode ajudar dando apoio e suporte, conversando mostrando para ela que não está sozinha neste momento, porque sem esse apoio tudo fica mais difícil. Esse apoio e acolhimento diário é muito importante para a sobrevivência da pessoa que não está bem. É preciso ter cuidado, amor diariamente", 

afirma a psicóloga que ressalta que quem cuida das emoções cuida da vida.

Veja mais notícias sobre Saúde.

Veja também: