Moradores reclamam de lâmpadas de postes acesas durante o dia em Vilhena

Enquanto muitos bairros sofrem com a falta de iluminação pública em Vilhena, alguns postes do município ficam com as lâmpadas acesas durante todo o dia. O desperdício de energia pública é uma realidade em quase todos os bairros da cidade e têm gerado reclamações de moradores de vários bairros da cidade que reclamam que pagam a taxa de iluminação pública e que o dinheiro está sendo desperdiçando, pois um dos objetivos da prefeitura com a obrigatoriedade do tributo era investir na manutenção de toda a rede de postes de luz e evitar problemas de iluminação do município.

Quem passa em frente à Escola estadual Maria Arlete Toledo que fica localizada na Rua Ana Neri no bairro Alto Alegre pode ver que vários postes ficam com as luzes ligadas 24h. Ainda no bairro Cristo Rei têm outros exemplos de desperdício com várias lâmpadas ligadas em plena luz do dia.

"É um absurdo esse desperdício de energia. O acionamento das lâmpadas está estragado. Já liguei inúmeras vezes para Secretaria de Obras e não foi tomada nenhuma providência", afirma indignado o aposentado José da Costa, que mora no bairro Alto Alegre.

Já a dona de casa Lucinda Borges que é moradora do bairro Cristo Rei ressalta que o descaso da Prefeitura de Vilhena em não resolver o problema das lâmpadas dos postes acesas de dia custa caro. "Quem paga a conta é sempre o contribuinte, pois o desconto da iluminação pública vem todo o mês e muitas vezes o dinheiro que deveria ser aplicado para iluminar outros as ruas escuras do bairro é utilizado para pagar a conta de luz que fica acessa durante o dia, isso é um absurdo", enfatiza a dona de casa.

Opinião compartilhada pela vendedora Ângela Marques que é moradora do bairro São José e reclama que muitas lâmpadas do bairro ficam acessas 24 horas por dia. Ela afirma que nunca viu a Prefeitura fazer manutenção nas luminárias do bairro. "As lâmpadas ficam acesas noite e dia aqui no bairro. Elas deveriam acender e apagar automaticamente. Não está adiantando reclamar. Os consumidores economizam luz, mas a Prefeitura não faz isso", afirma Ângela.

Já o comerciante Jorge Lima morador do bairro Embratel reclama que falta manutenção na iluminação pública do bairro. "Alguém tem que tomar uma providência, porque é a gente que está pagando essa conta, sai do bolso do contribuinte isso daí", desabafou o comerciante.

O portal RO Notícias entrou em contato com a Secretaria Municipal de Obras de Vilhena para saber o que está sendo feito para resolver o problema, mas não obteve resposta, desde já o portal deixa o espaço aberto para esclarecimento. 

Veja mais notícias sobre Política.

Veja também: