Maioria da bancada rondoniense vota a favor da reforma da Previdência

  A deputada Silvia Cristina votou contra a orientação de seu partido e pode ser expulsa da legenda

FOTOS: Divulgação / Foram seis votos a favor e dois contrários à proposta do governo

A aprovação folgada que o governo obteve na proposta de reforma da Previdência contou com amplo apoio dos deputados federais de Rondônia. Dos oito integrantes da bancada, apenas dois foram contrários a proposta do governo, que passou na Câmara dos Deputados com 379 votos favoráveis. Mas os desdobramentos do posicionamento individual de cada parlamentar do Estado podem ter consequências mais graves para Silvio Cristina (PDT), que ao votar a favor da reforma contrariou orientação do diretório nacional da legenda e pode acabar expulsa do partido.

Os votos que o governo conseguiu junto aos deputados rondonienses foram os de Silvia Cristina, Jaqueline Cassol (PP), Lúcio Mosquini (PMDB), Léo Moraes (PODE), Mariana Carvalho (PSDB) e Coronel Chrisóstomo (PSL). Foram contrários a medida os deputados Mauro Nazif (PSB) e Expedito Netto (PSD).

De um modo geral os deputados seguiram a orientação de seus partidos, menos Silvia Cristina, que afrontou ordem explicita do PDT de votar contra a reforma sob pena de sanções que podem chegar a exclusão. Em vídeos veiculados nos últimos dias a posição da legenda ficou bem delineada, com expoentes como Ciro Gomes explicando como os deputados deveriam votar e deixando muito claro que não era um pedido, e sim uma ordem. O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também havia deixado claro que quem não seguisse a ordem seria expulso.

Agora é esperar pra ver o que acontece, posto que a deputada faz parte do grupo liderado pelo senador Acir Gurgacz, outra expressão nacional da legenda, que fica numa posição de desconforto em função da rebeldia de sua pupila. 

Veja mais notícias sobre PolíticaBrasil.

Veja também: