Jovem é morto após agredir PM durante tentativa de furto em Rondônia

Policial tentava impedir furto de fios telefônicos, segundo a PM. Suspeito foi socorrido, mas morreu momentos depois no hospital João Paulo II.  

Um jovem de 18 anos foi morto com um tiro disparado por um policial militar na madrugada desta terça-feira (8) em Porto Velho. De acordo com o boletim de ocorrência, o PM atirou enquanto era agredido por três homens após tentar evitar o furto de cabos na Zona Leste. O tiro atingiu um dos suspeitos, que foi socorrido, mas morreu após dar entrada no pronto-socorro.

De acordo com o boletim de ocorrência, o militar, de 45 anos, passava de carro por uma rua do bairro Três Marias quando viu um homem em cima de um poste tentando furtar cabos telefônicos. Ao dar ordem para o suspeito descer, ele foi surpreendido por outros dois homens que começaram a agredi-lo.

Em meio às agressões, segundo a PM, o policial conseguiu pegar a arma e atirar em Adrian, que o agredia por trás. O jovem caiu ferido.

Enquanto isso, um funcionário da empresa de telefonia dona dos cabos foi avisado da tentativa de furto pelo sistema de alarme e foi até o local.

Consta no registro policial, que ao chegar na localidade, ele viu o PM sendo agredido por dois homens, enquanto o terceiro já estava ferido. O funcionário da empresa conseguiu deter um dos agressores, mas o outro fugiu.

A PM foi chamada, encontrou o policial ferido no nariz e ombro e o suspeito baleado. Adrian foi socorrido ao pronto-socorro João Paulo II, mas morreu durante a madrugada.

O outro suspeito, de 20 anos, foi preso em flagrante e levado à Central de Polícia. Ele deve responder por tentativa de furto e lesão corporal contra o policial.

A perícia foi chamada pela Central de Operações, conforme a ocorrência, mas o trabalho não foi realizado no local. Os policiais foram informados que não seria possível o comparecimento dos peritos.

De acordo com a Polícia Civil, a investigação da morte de Adrian Rodrigues será conduzida pela Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida da Capital para apurar o autor do disparo e a legítima defesa do policial.

Fonte: G1 RO 

Veja mais notícias sobre PolíciaGeral.

Veja também: