COMEÇOU: Servidores paralisam atividades e cumprem missão de colar cartazes em todas as unidades de trabalho público em Vilhena

A greve não tem data para acabar​ em Vilhena. 

Teve início na manhã desta segunda-feira, 02 de dezembro, a já anunciada greve dos servidores públicos de Vilhena. A movimentação inicial se deu na sede do Sindicato dos Servidores Municipais do Cone Sul de Rondônia (Sindsul) e depois alguns dos funcionários públicos se dirigiram a vários pontos de trabalho para fixarem cartazes, faixas e distribuir faixas pretas em alusão ao apoio de todas as categorias na paralisação.

A greve, que não tem data para acabar terá alguns pontos distintos. Será decido todas as manhãs qual será o itinerário do dia. A princípio os servidores se reúnem na sede do Sindicato às 07h30 e votam quais lugar visitarão. Nesse primeiro dia, todos receberam 'missões', que foi a de colar cartazes em seus locais de trabalho, como mostram as fotografias enviadas por eles mesmo.

Todos que saíram a campo retornam ao Sindsul por volta das 11h30 e 'batem ponto' na greve. A tarde eles se reuniram  novamente na sede do Sindsul e fizeram  manifestação pacífica em torno do Hospital Regional de Vilhena.

O presidente do Sindsul, Wanderley Ricardo Campos, fez questão de ressaltar a importância do Movimento Grevista e também da passividade do ato. "Nossa greve é totalmente legítima e pacífica. Infelizmente tivemos que chegar ao ponto de pararmos as atividades para que surtisse algum efeito. Não desrespeitaremos nenhuma lei, porém, não ficaremos calados esperando a boa vontade da Administração", garantiu o presidente, que fez questão de parabenizar aos servidores que vieram até a Entidade nesta manhã. 

Fonte: Assessoria 

Veja mais notícias sobre PolíticaGeral.

Veja também: