Câmara de Vilhena recebe pedido de CPI contra os vereadores Graebin e Cabeludo

  O atendente comercial Ueliton Silva, formalizou o pedido da CPI contra os vereadores por envolvimento em supostos contratos fraudulentos em Vilhena. 

Foto: Divulgação/ O atendente comercial Ueliton Silva, formalizou o pedido da CPI contra os vereadores

Nesta segunda-feira, 2, o atendente comercial Ueliton Silva, de 31 anos, protocolou na Câmara Municipal de Vereadores de Vilhena a denúncia visando a criação e instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) contra os vereadores Vanderlei Graebin e Marcos Cabeludo.

Os vereadores Graebin e Cabeludo estão afastados do Poder Legislativo por decisão judicial e Ueliton Silva ressalta no requerimento da implantação da CPI que eles estão envolvidos em supostos atos de improbidade administrativa relativos à ação do Ministério Público (MP).

Segundo a denúncia, quando exerciam a presidência do Legislativo, os vereadores autorizaram licitações sem especificar e comprovar o montante da dotação orçamentária disponível e o saldo ali referido, conforme exigências da lei.

"A Câmara Municipal deve promover a investigação dos fatos e pleitear o ressarcimento dos prejuízos que foram causados e responsabilizar os culpados", pede Ueliton Silva, na denúncia que deverá entrar em pauta na sessão desta terça-feira, 3. 

Veja mais notícias sobre PolíticaGeral.

Veja também: