Sobre a beleza de envelhecer

Foto: Internet/Divulgação

Sobre a beleza de envelhecer.

Nós mulheres desde que nos "conhecemos por gente" sofremos uma pressão interminável para nos adequarmos ao considerado "padrão de beleza", mesmo que este varie muito de tempos em tempos.

Um dos principais tabus quando se fala em beleza é o envelhecimento, é uma verdadeira luta desenfreada que gera milhões e milhões, muitas vezes vindos de procedimentos realmente desnecessários. Porém, este cenário tem mudados aos poucos, lenta, mas graciosamente, e os olhos da indústria da beleza e da moda têm aceito de maneira mais natural os sinais da passagem do tempo.

Casos como o de Isabela Rosselini que após ser demitida sob a consideração de que já estava "velha demais", foi recontratada para ser o rosto da Lancôme, até mesmo a Xuxa que, apesar de ser massacrada por pressões devido à sua insubstutuível posição de rainha dos baixinhos, que exige juventude eterna, não cede sua beleza natural à plastificada. Recentemente a modelo Joan Collins, de 86 anos foi escolhida como um dos rostos para o lançamento da nova base da maquiadora Charlotte Tilbury, além de possuir sua própria linha de produtos. Outro destaque no Brasil é a modelo Helena que lançou uma collab com a Recco lingerie voltada para o público da terceira idade com resultado total de empoderamento feminino feito com delicadeza.

O "direito de envelhecer" vem sendo conquistado aos poucos, graças à quebra definitiva dos padrões e deve ser comemorado, somos donas da nossa própria beleza, cada uma pode e deve tratar sua estética como preferir, mas sem deixar de questionar até que ponto estamos sendo manipuladas por interesses de terceiros. É a celebração da vida marcando pontos!

Por: Juliane Barroso, consultora de imagem e estilo

@juliane.barroso

www.julianebarroso.com

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também: