O “caminhão” e a nova política Vilhenense

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Joel Jonas RO Notícias

As eleições Vilhenenses sempre tem algumas peripécias. Uma delas foi o fato de ir às urnas e votar no Melkisedek Donadon e tomar posse o sobrinho Marlon Donadon, mas está história conto em outro momento. Vamos falar hoje da "nova política" que não passa de "velha política". Bom todos sabem que no período curto de tempo tivemos quatro prefeitos (Célio Batista, Rosani Donadon, Adilson de Oliveira e Eduardo Japonês). Vou me concentrar e fazer um comparativo entre os dois que ocuparam o cargo por um tempo maior Rosani Donadon e Eduardo Japonês, as passagens de Célio e Adilson, também ficam para uma próxima.

Em um tempo não muito distante, éramos diariamente abastecidos com notícias de uma cidade que crescia (mesmo diante do "caos" deixado pelo ex-prefeito) vivíamos novamente na cidade do progresso, a cidade do frigorifico de aves e suíno da geração de emprego de obras importantes e vitais como: asfalto, upa, caminhões de medicamento ou seja era a maravilha desenhada, pois bem, está era administração que era nos apresentada pela assessoria de comunicação da ex-prefeita Rosani Donadon (perdeu o cargo mediante decisão do STF por ter concorrido como comumente dizemos "ficha suja).

Por outro lado, tínhamos um grupo político derrotado nas urnas que dizia serem falácias o que estava acontecendo em Vilhena. Tudo não passava de meramente "fake News" e que era necessário haver mudanças e parar de mentir, pois bem o acaso ou a justiça, fez com que este grupo em menos de dois anos pudesse tomar posse das chaves da prefeitura. Então era o momento de fazer diferença de "mentir menos e fazer mais", mas será que isto aconteceu?

Passados quase 12 meses de mandato se descobre que a nova política continua a mesma. Mas você deve estar se perguntando o que o caminhão tem a ver com toda a situação? É simples foi comprado um bem de R$ 600 mil, que está parado e agora após um ano a nova política vem e diz: "não serve e foi uma compra errada da antiga administração".

Em síntese na política é assim, para os louros eu recebo ao caos é culpa do antigo! Será que de fato temos uma nova política? 

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também: