Deixe para ser frio quando morrer

Essa semana vários fatores me fizeram refletir sobre o que estamos deixando passar em nossas vidas e uma frase me deu a ideia para essa coluna.

"Nós vivemos apenas uma vez. Errado! Nós morremos apenas uma vez, nós vivemos todos os dias!"

Você já sentiu vontade de fazer algo bom para alguém mas simplesmente não fez? E quando se deu conta a oportunidade passou.

Muitas pessoas ignoram o fato de estar vivendo todos os dias e fingem não se importarem ou ao menos serem indiferentes aos sentimentos dos outros.

Quando alguém próximo de nos morre paramos para refletir o quanto de coisas boas poderíamos ter feito para aquela pessoa, infelizmente essa reflexão vem quando nos deparamos com tais situações.

Quando morrermos ficaremos realmente gelados, portanto devemos aproveitar esse coração que bate dentro de nós para compartilhar os mais calorosos sentimentos.

É natural com o tempo, o piloto automático de nossas vidas e com nossas rotinas super atarefadas, deixamos a desejar: aquele "bom dia" que você não respondeu, aquele abraço e beijo que poderia ter dado antes de sair de casa ou mesmo aquele perdão que não concedeu.

Queremos o bem e a paz para o mundo, queremos acabar com a fome, injustiça, maldade e pobreza de todas as nações mas será que estamos fazendo o mínimo dentro de nossas casas?

Nós não sabemos o grande poder que temos para começar acabar com todos esses males simplesmente fazendo a nossa parte, cada um com a sua família e com as pessoas que estão a nossa volta.

Podemos fazer a nossa parte compartilhando amor por onde passamos e gerar assim uma corrente positiva para o universo.

Precisamos de muito pouco. Uma mensagem dizendo "Chegou bem?" ou" Estou torcendo por você", um elogio verdadeiro, um bom conselho, parar para escutar sobre o problema do outro pode ser extremamente importante para alguém, pode mudar o curso de uma história.

Seja do bem! Sinta-se um agente de mudança, ao invés de vítima das circunstâncias.

E não tenha vergonha de dizer "EU TE AMO".

O amor é um sentimento nobre, não há motivo para calar ou esconder essa energia.

Vamos elogiar de verdade, cumprimentar sinceramente, interessar-nos uns pelos outros.

Vamos agradecer os bons momentos em vez de remoermos as tribulações.

E repito: Vamos dizer EU TE AMO, sem medo de parecer ridículo. 

Veja mais notícias sobre Colunas.

Veja também: