Sob efeitos de álcool, mulher diz estar sofrendo aborto e enfia a mão nas partes íntimas, na UPA

A mulher disse que teria sido roubada e esfaqueada

Foto: ilustração/UPA vilhena

Na noite de sábado (11/09) moradores do parque industrial, acionaram a policia alegando que uma mulher estava caída no chão pedindo por ajuda e dizendo que teria sido esfaqueada e roubada. O fato aconteceu  na rua 337, parque industrial, próximo a Havan em Vilhena. 

A mulher aparentava estar sob efeito de drogas ou bebidas alcoólicas. O corpo de bombeiros que também estava no local, levou a vítima até a (UPA) unidade de pronto atendimento. Ao chegar lá a mulher teria começado a gritar dizendo que perderia o bebê e até rasgou a calça jeans, enfiando a mão em suas partes intimas, para tentar conter o suposto aborto.

No entanto foi constatado que ela nem estava grávida. A policia deve investigar o caso e descobrir se de fato ela foi roubada.

Veja mais notícias sobre Vilhena.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/