Maquinários e madeiras são apreendidos em operação da Polícia Federal para combater a exploração de madeira na Terra Indígena Roosevelt

O esquema criminoso conta com a participação de lideranças indígenas, que cobram valores por cargas retiradas. 

Foto: PF/Rondônia

A Polícia Federal deflagrou, nas últimas quarta e quinta-feira (14 e 15 de outubro), em parceria com o IBAMA, a "OPERAÇÃO PERTINÁCIA", com o objetivo de combater a exploração de madeira na Terra Indígena Roosevelt.

O planejamento da ação teve início após o recebimento de uma denúncia em setembro de 2020, de que diariamente dezenas de caminhões estariam transportando toras oriundas da região, com destino a madeireiras situadas em Espigão D'Oeste/RO e cidades circunvizinhas. O esquema criminoso conta com a participação de lideranças indígenas, que cobram valores por cargas retiradas.

Durante a incursão no local, que durou mais de 24h, foram inutilizados diversos caminhões e maquinários, incluindo tratores esteira, um prejuízo direto no patrimônio dos criminosos estimado em mais de 1,5 milhão de reais. Um homem foi preso em flagrante por porte ilegal de arma de fogo.

O termo "PERTINÁCIA" faz alusão à recorrência deste tipo de crime em terras indígenas.

Fonte: PF/Rondônia 

Veja mais notícias sobre VilhenaRondônia.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/