Adolescente morre após família recusar transfusão de sangue recomendada pelos médicos

A adolescente estava em estado grave, com sinais de anemia, logo após ela sofreu um Choque Hemorrágico 

Foto: Reprodução

A adolescente, de 17 anos, que estava no Hospital Regional de Vilhena, morreu nessa quinta-feira (30), após a família recusar transfusão de sangue, recomendada pelos médicos, por questões religiosas. A jovem também não fez os exames indicados no momento que foi atendida na rede básica de saúde, e teve um diagnóstico de pneumonia. Foram coletados materiais para exames, cogitando que a paciente pudesse estar com câncer, mas ainda não se tem os resultados.

Ao entrar no hospital, a adolescente estava em estado grave, com sinais de anemia, logo após ela sofreu um Choque Hemorrágico. Mas a fatalidade poderia ser evitada se a família tivesse autorizado a transfusão de sangue. 

Veja mais notícias sobre VilhenaSaúde.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/