Rondônia registra mais policiais mortos por Covid-19 do que assassinados em 2020

Levantamento leva em consideração dados das polícias Militar e Civil. Cerca de 30% dos policiais do estado precisaram ser afastados em algum momento da pandemia. 

Sete policiais, entre civis e militares, foram mortos pela Covid-19 no ano de 2020 em Rondônia. O número é 75% maior que o de agentes que foram vítimas de assassinatos na ruas do estado.

Os números também apontam que a doença tem afetado a rotina das corporações. Quase 30% dos agentes foram afastados de suas atividades em algum momento da pandemia por apresentar sintomas, fazer parte de algum grupo de risco ou ter de fato contraído o novo coronavírus.

Em 2020 o estado teve:

  • 7 policias, sendo dois militares e cinco civis, mortos com Covid-19;
  • 4 policiais assassinados, estando todos fora do horário de serviço;
  • 29,06% do efetivo da Polícia Militar afastado em algum momento da pandemia, o equivalente a 1.518 agentes;
  • 12,61% do efetivo da Polícia Civil afastado em algum momento da pandemia, o equivalente a 223 profissionais.

Covid no Brasil

A Covid-19 provocou somente no ano passado a morte de 465 policiais no Brasil. É mais que o dobro do número de agentes assassinados nas ruas do país em 2020. Todas as unidades da federação tiveram ao menos um policial morto pela doença no ano passado. Confira os dados de cada estado.

Esse número hoje é certamente maior, já que não são levados em conta no dado os primeiros meses deste ano, quando a Covid-19 atingiu seu pico.


Veja mais notícias sobre Brasil.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/