LOSARTANA retirada do mercado: quem toma o remédio deve fazer o que agora?

Veja as orientações da Sociedade Brasileira de Cardiologia sobre o caso dos medicamentos recolhidos da Medley 

Losartana - Foto: Divulgação/ Sanofi Medley

O anúncio da Sanofi Medley de que está recolhendo preventivamente todos os seus produtos com principio ativo LOSARTANA provocou dúvidas em pacientes que usam o remédio para tratar pressão alta ou insuficiência cardíaca.


Os medicamentos estão sendo retirados do mercado após serem encontradas impurezas que, a longo prazo, podem trazer riscos para a saúde humana. Para evitar quaisquer problemas futuros, o medicamento está sendo retirado de circulação para voltar ao mercado com o IFA (ingrediente farmacêutico ativo) ajustado.

Se você faz uso de algum medicamento com Losartana, sendo da marca Medley ou de outro fabricante, SAIBA QUE NÃO HÁ MOTIVOS PARA ENTRAR EM PÂNICO, NEM FICAR ANGUSTIADO.

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) comunicou em nota que não há fatos ou evidências que recomendem a modificação da estratégia que usa o Losartana como tratamento.

Mas a entidade de classe ressaltou que os produtos "mencionados em comunicado da Sanofi-Medley devem ser substituídos e recolhidos conforme orientação da própria empresa". A farmacêutica está recolhendo os seguintes remédios:

A SCB afirmou em sua nota que, até o momento, "não foram relatados problemas semelhantes em outros medicamentos pertencentes à classe de bloqueadores dos receptores de angiotensina em nosso país, ou mesmo de losartana em monoterapia ou combinação por outras indústrias farmacêuticas".

A instituição reforçou que "essa classe de fármacos apresenta evidências científicas robustas, produzidas ao longo de décadas, no tratamento de diversos fatores de risco e doenças cardiovasculares".

Os remédios da Sanofi Medley com Losartana foram recolhidos preventivamente devido à "presença de impurezas mutagênicas nos produtos". Impurezas mutagênicas são substâncias químicas que podem causar mudanças no DNA de uma célula.

"Este recolhimento é uma medida de precaução e, até o momento, não existem dados para sugerir que o produto que contém a impureza causou uma mudança na frequência ou natureza dos eventos adversos relacionados a cânceres, anomalias congênitas ou distúrbios de fertilidade. Assim, não há risco imediato em relação ao uso dessas medicações contendo losartana", informou a farmacêutica por meio de nota.

Em um comunicado enviado a médicos, a farmacêutica relata que a Direção Europeia para a Qualidade de Medicamentos e Cuidados de Saúde (EDQM) exigiu uma análise para identificação da possível presença de uma impureza azido ("LADX") nos remédios contendo losartana.

E que, como medida de segurança e prevenção, a fabricação e a liberação desses produtos nas fábricas da Sanofi Medley foram suspensas até novas investigações.

A empresa garante que não recebeu relatos de eventos adversos que pudessem associar o uso de medicações com Losartana ao surgimento de problemas de saúde causados por mudanças no DNA de células.

O Losartana é um remédio indicado para o tratamento de pressão alta e insuficiência cardíaca. Ele pertence à classe de bloqueadores dos receptores de angiotensina. A angiotensina é uma substância responsável pela vasoconstrição, ou seja, estreitamento dos vasos sanguíneos. O medicamento impede a ligação desta substância aos seus receptores, impedido a diminuição do diâmetro das artérias.

A pressão alta é o resultado da relação entre a frequência cardíaca e a resistência periférica dos vasos arteriais.

O não estreitamento dos vasos sanguíneos impede a elevação da pressão arterial. Em contrapartida, quanto mais fechadas estiverem as artérias, mais rápido e forte terá que bater o coração para conseguir fazer com que o sangue flua pelos vasos, aumentando assim a pressão arterial.

Sendo o coração um músculo, o esforço contínuo faz com que ele aumente de tamanho ao longo do tempo. No entanto, o aumento da musculatura cardíaca provoca desarranjos em sua funcionalidade, comprometendo a capacidade de contração (que faz parte do movimento do batimento cardíaco). Esse problema resulta na insuficiência cardíaca.


Veja mais notícias sobre BrasilGeralSaúde.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/