Jogador Gabigol aceita pagar R$110 mil para não ser processado

Ele foi flagrado em cassino ilegal em SP e poderia responder por crime contra a saúde pública. 

O valor será revertido ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD) | Foto: Reprodução

O jogador de futebol Gabriel Barbosa Almeida, conhecido como Gabigol, aceitou nesta 2ª feira (26.abr) um acordo com a Justiça de São Paulo para pagar o valor equivalente a 100 salários-mínimos (R$ 110 mil), a fim de terminar o processo em que está envolvido por ter sido flagrado em aglomeração dentro de um cassino clandestino na madrugada de 14 de março, na Vila Olímpia, Zona Sul da capital paulista.

Segundo a decisão, o valor será revertido ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD) no prazo de 60 dias. No caso de descumprimento, poderá ser oferecida denúncia contra o jogador. 

Além de Gabigol, o cantor MC Gui e outras 150 pessoas foram levadas para delegacia e assinaram um termo se comprometendo a prestar futuros depoimentos. 

Em boletim de ocorrência (B.O), a Polícia Civil apontou o jogador como autor de contravenção penal por desrespeitar norma do poder público sobre a restrição de aglomerações e serviços não essenciais durante a pandemia.  

Fonte: SBTNEWS 

Veja mais notícias sobre Brasil.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/