Ji-Paraná: Quatro homens são detidos e seis armas apreendidas após denúncia de crime ambiental

Batalhão de Polícia Ambiental e Sedam suspeitam que os homens são caçadores. Com os suspeitos foram encontrados "apitos" de madeira usados para atrair animais. 

Armas apreendidas durante fiscalização da Sedam e BPA em Ji-Paraná, RO — Foto: Divulgação

Quatro homens foram detidos e seis armas de fogo apreendidas, na madrugada desta quarta-feira (16), em missão itinerante das equipes de fiscalização do Batalhão de Polícia Ambiental (BPM) e Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam) em Ji-Paraná (RO). No total os suspeitos estavam com oito armas, mas duas possuem registro e não foram apreendidas.


O flagrante aconteceu na estrada do aeroporto, bairro Orleans I, após denúncias de que homens estariam praticando crime ambiental de caça. Os agentes abordaram duas caminhonetes, sendo que uma rebocava a outra que aparentemente estava danificada.
Durante revista nos veículos os policiais encontraram inicialmente duas armas de fogo sendo: um revólver e uma espingarda, com um homem que afirmou ser Policial Militar da reserva. E adiante um revólver e uma espingarda, com o homem que afirmou ser Sargento da Polícia Militar de Rondônia.


Depois foram encontradas, todas sem documentação ou registro de origem, espingardas, um revólver e uma arma do tipo "garrucha" com um laser acoplado ao cano.
Fora o armamento, os agentes encontraram três apetrechos semelhante a apitos de madeira, geralmente utilizados para atrair animais com a finalidade de abatê-los.


Diante dos fatos, os infratores receberam voz de prisão em flagrante por prática de crime de porte/posse irregular de arma de fogo de uso permitido e foram conduzidos à autoridade policial na Unidade Integrada de Segurança Publica (Unisp) de Ji-Paraná.

Todas as armas e munições irregulares, juntamente com os apitos de caça foram entregues na Unisp.

O armamento de propriedade do Policial Militar foi entregue ao oficial de dia, pois encontrava-se regularmente registrado em nome do conduzido, para as providências que se fizeram necessárias.

Fonte: G1 

Veja mais notícias sobre Brasil.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/