Conflito Agrário: Governador pede apoio da Força Nacional e da Polícia Federal para desocupação de áreas invadidas em Rondônia

Várias autoridades relacionadas à segurança pública participaram do encontro. 

Foto: Assessoria

O governador do estado de Rondônia, Marcos Rocha, teve uma reunião ontem (29) em Brasília, com o presidente da república, Jair Bolsonaro, em que trataram sobre invasões de terras e crimes cometidos em ocupações ilegais.

Durante o encontro, foram mostradas imagens de policiais assassinados, de jovens executados, torturas, fazendas produtivas e legais destruídas, casos de estupros, destruição da floresta, roubos e estoque de armamento de uso exclusivo das forças armadas, refino de cocaína e outras drogas.

Ainda segundo o governador, também foram mostrados os relatórios da inteligência e vídeos do modus operantis, incluindo táticas de guerrilhas e o tribunal paralelo, além do armamento pesado que essas organizações criminosas possuem.

A reunião teve três objetivos:

·         Aumento e preservação de efetivo no campo para garantir a segurança: Pedimos apoio da Força Nacional e da Polícia Federal.

·         Questão jurídica: Várias reintegrações estão travadas por questões legais. Ano passado tínhamos feito várias, mas agora estamos tendo que enfrentar questões legais que acabam protegendo os criminosos.

·         Longo prazo, como dar um fim a essas ações criminosas que não podem sair impunes.

Em um áudio gravado por Marcos Rocha sobre o encontro, ele classificou a ação dos ocupantes como criminoso e pediu punições para os invasores. “É questão de Segurança Nacional. Não caia em falsas narrativas pois o objetivo desses grupos é consolidarem um poder paralelo. Nós não deixaremos. O país que queremos deixar para nossos filhos protege o que é justo e correto e fica do lado da população”, explicou.

*Informações Assessoria

Ouça áudio completo: 

Veja mais notícias sobre BrasilRondônia.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/