Após 48 anos, Sony encerra fabricação no Brasil

A partir de março de 2021, companhia encerrará a comercialização de TVs, câmeras e produtos de áudio no País

TVs, câmeras e produtos de áudio da Sony deixarão de ser vendidos no Brasil em 2021 (crédito: divlgação)

Depois de 48 anos, a Sony, fabricante de eletrônicos, fechará sua fábrica na Zona Franca de Manaus e encerrará a comercialização de TVs, câmeras e produtos de áudio no Brasil a partir de março de 2021, fim do ano fiscal da empresa japonesa.

Apesar disso, os consoles da marca PlayStation continuarão a ser vendidos no País, porém por meio de um distribuidor, como acontece desde o ano passado, quando deixaram de ser fabricados aqui. Ainda segundo a empresa, as demais divisões da Sony que não trabalham com dispositivos eletrônicos, que inclui a Sony Music e Sony Pictures, devem permanecer no País.

Em comunicado enviado pela fabricante japonesa a parceiros, incluindo varejistas, o Centro da Indústria do Estado do Amazonas (Cieam) e o governo estadual local, a Sony afirmou que a decisão ocorreu "considerando o ambiente recente de mercado e a tendência esperada para os negócios".

Apesar do fechamento da fábrica no Brasil, a Sony comentou que continuará com as operações locais para "oferecer todo suporte ao consumidor para os produtos sob a sua responsabilidade comercial de acordo com as leis aplicáveis e sua política de garantia de produtos". No comunicado enviado ao mercado, a companhia não comentou sobre a questão dos trabalhadores da fábrica.

Nesta quarta-feira, 16, a Sony realizará um evento de 40 minutos, que define como "mais um olhar sobre os jogos que serão lançados com o PS5 e muito mais". 

Fonte:  MEIO&MENSAGEM

Veja mais notícias sobre Brasil.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/