Cão entra na frente da dona para defendê-la do marido armado com faca e fica gravemente ferido: 'Verdadeiro herói', diz PM

Policiais militares fizeram 18 horas de buscas e prenderam o homem na zona rural de Coração de Jesus (MG). Eles também pediram ajuda da população e conseguiram salvar a vida de 'Fofinho', que foi atendido em uma clínica veterinária, a 72 quilômetros de onde o fato ocorreu. Ele permanece internado. 

Fofinho no momento em que foi socorrido pela PM após ser esfaqueado — Foto: Valmintas Souza

Um cachorro ficou gravemente ferido ao defender sua dona e os netos dela. Segundo a Polícia Militar, o marido da mulher estava armado com uma faca e ameaçava a família. Após a reação do cão, o homem fugiu e foi preso nesta terça-feira (20) após mais de 18 horas de buscas ininterruptas.

A ocorrência, registrada em Coração de Jesus (MG), foi atendida inicialmente pelos cabos Valmintas Souza e Diego Garcia.

“No momento em que o autor ameaçava a vítima e os netos, o cachorro entrou na frente com o instinto de defendê-los e acabou sendo atingido por quatro facadas. Ele foi um verdadeiro herói, não sabemos o desfecho que essa situação poderia ter”, conta o cabo Souza.

Imediatamente após a agressão, a PM começou a fazer buscas pelo homem. Além disso, os policiais perceberam que "Fofinho" estava gravemente ferido e precisava de socorro urgente.

Cão foi socorrido por PM e levado para uma clínica em Montes Claros — Foto: Arquivo pessoal

“Na nossa cidade temos um único veterinário que atende toda a região e viaja muito. Começamos a mobilizar a população em redes sociais e logo recebemos muitas mensagens de pessoas querendo ajudar”, fala o militar.

Após o veterinário Caio Santos Rabelo se prontificar a fazer o atendimento de Fofinho, o cabo Souza e a esposa, Renata Albuquerque, trouxeram o cão para Montes Claros, a 72 quilômetros de Coração de Jesus. O casal também tem um cachorro e três gatos adotados.

O veterinário fala que soube da história por meio de uma vizinha e explica que o animal poderia não ter resistido, caso o socorro demorasse poucas horas a mais. Fofinho estava com derramamento de fezes no abdome, o que poderia provocar uma infecção seguida de morte.

“O cachorrinho deu entrada com lesões múltiplas, sendo duas perfurativas graves, uma a nível de tórax e a outra no abdome”, explica o médico, citando alguns dos ferimentos. 

Veterinário com o cachorrinho após a realização dos procedimentos — Foto: Caio Rabelo

Fofinho passou por uma laparotomia exploratória, na qual foram realizadas a limpeza e também o fechamento dos ferimentos no abdome. O maior desafio é recuperar a capacidade locomotora, afetada pelas lesões.

O cãozinho segue internado e deverá passar por exames. Ele está sendo medicado com anti-inflamatórios, antibióticos e analgésicos. A alta da clínica veterinária deve demorar cerca de 10 dias.

“É muito comum os animais de companhia tomarem partido de uma situação, é um comportamento natural deles tentar atuar nessa forma de defesa, tanto que muitos atuam com a função de cães de guarda.”

"A história desse cão comoveu a sociedade pelo instinto de proteção que ele teve, no impulso de proteger a dona, ele acabou gravemente ferido. Mas essa mobilização da sociedade mostra que se cada um contribuir da sua forma, tudo pode ser muito melhor. Agradeço imensamente às pessoas que manifestaram o desejo de ajudar”, finaliza o cabo Souza.

Após a prisão e o salvamento de Fofinho, Michael Stephan, comandante da 210ª Cia PM, que abrange Coração de Jesus, fala que ocorrência que a PM buscou dar um desfecho satisfatório para as duas situações verificadas na ocorrência, violência doméstica e proteção animal.

“Quando se trata de violência doméstica, a Polícia Militar está sempre buscando dar a resposta mais eficaz e eficiente possível, que é o que foi feito pelos policiais militares. Após terem conhecimento dessa ocorrência, empreenderam em rastreamento durante toda a noite e o dia até a prisão do autor. Por outro lado, a Polícia Militar fez uma ponte com outras instituições para prestar apoio a esse cão, que agiu como um herói para ajudar as pessoas que estavam agredidas e acabou sendo lesionado.”

Fonte: G1/Minas 

Fofinho deve ficar cerca de 10 dias internado na clínica veterinária — Foto: Caio Rabelo

Veja mais notícias sobre BrasilPolícia.

Veja também:

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/