Americano que recebeu coração de porco morre 2 meses após transplante

David Bennett havia passado por uma cirurgia de transplante nos Estados Unidos, em 7 de janeiro de 2022

David Bennett, homem que recebeu o coração de porco.

O paciente de 57 anos, com doença cardíaca terminal que fez história como a primeira pessoa a receber um coração de porco geneticamente modificado, faleceu na terça-feira (8), no Centro Médico da Universidade de Maryland, segundo o hospital. As informações são da Reuters.

David Bennett havia passado por uma cirurgia de transplante nos Estados Unidos. Ele recebeu coração de porco geneticamente modificado, em 7 de janeiro de 2022.

Na época, a Food and Drug Administration dos EUA, órgão similar à Anvisa, concedeu autorização de emergência para a cirurgia em 31 de dezembro de 2021.

Após a cirurgia, o transplante de órgão havia demonstrado, pela primeira vez, que um coração de animal geneticamente modificado pode funcionar como um coração humano sem rejeição imediata pelo corpo.

Veja mais notícias sobre BrasilInternacionalMundoSaúde.

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.ronoticias.com.br/